Menew lança projeto de desenvolvimento de talentos e seleciona Jovens Aprendizes

Com o objetivo de identificar potenciais talentos e oferecer oportunidade de desenvolvimento profissional e técnico, a Menew criou o projeto New – Desenvolvendo Talentos. O programa é focado em adolescentes e jovens de 14 a 23 anos e funciona com o oferecimento de bolsas de estágio ou oportunidades efetivas.

Lançado neste ano, o New surgiu diante da demanda de contratação de jovens aprendizes. O CEO da Menew, Marcus Varandas Filho, teve a ideia de criar um projeto que oferecesse essas oportunidades a adolescentes e jovens de comunidades carentes da cidade de João Pessoa/PB. “O contato inicial foi com o Thiago Lucena, vereador da cidade, o qual indicou o professor Rodrigo Lira, responsável por desenvolver um trabalho de robótica com alunos da EMEF Frei Afonso”, contou Josemar Rosa, líder do setor de Pessoas e Cultura. A escola Frei Afonso está localizada no bairro Baixo Roger, área marcada pela má infraestrutura e por falta de ordenamento urbano – o que torna ainda mais grandioso o comprometimento de Rodrigo com a educação desses jovens.

Processo seletivo

A partir dessa parceria, a participação no projeto de robótica se tornou critério para fazer parte da seleção. E para dar início, oito jovens entre 14 e 19 anos se candidataram e participaram das seguintes etapas:

1. Apresentação da empresa e dos principais desafios enfrentados pela Menew;

2. Mapeamento do perfil comportamental de cada um deles;

3. Realização de visita técnica ao cliente Praiano Bar e lançamento de um desafio;

4. Apresentação das sugestões para solucionar o desafio e entrevista individual.

Conheça os novos talentos Menew

Paulo Araújo, 15 anos - Time de Desenvolvimento

O caçula e “garoto prodígio” Paulo começou na robótica com 10 anos e já coleciona títulos em torneios pelo Brasil. Entre 12 e 14 anos, foi campeão Estadual, Regional e ganhou o título de Melhor Programação do campeonato Nacional. Em 2021, subiu para o nível II e passará a competir com alunos universitários.

Carlos Oliveira, 17 anos - Time de Desenvolvimento

Carlos não começou logo na robótica, mas foi pelo mundo do desenvolvimento de games que ele chegou até lá. Entrou na turma aos 14 anos e, desde então, não parou, conquistando títulos Estaduais e Regionais.

Jailamy (Milo) Venancio, 19 anos - Time de Relacionamento com o Cliente

Milo, como gosta de ser chamado, sempre curtiu eletrônicos desde muito pequeno. Sua brincadeira favorita era desmontar e montar objetos. Ele entrou para a robótica aos 12 anos e, no mesmo ano, foi campeão da Olimpíada Estadual de Robótica.

Todos começarão no setor de Operações e depois migrarão para os seus times.

Comentários

Nenhum comentário até agora, seja o primeiro =)